VINHOS DO TEJO ESTÃO CADA VEZ MAIS AO GOSTO DO CONSUMIDOR BRASILEIRO

Tabela Wine Intelligence

Bordeaux 52%

Vale dos Vinhedos 50%

Champagne 48%

Mendoza 44%

Prosecco 36%

Rio Sao Francisco 36%

Provence 34%

Vinho Verde 31%

Alentejo 29%

Tejo 27%

Bourgogne 27%

Casablanca Valley 23%

Tuscany 22%

Douro 22%

Cava 20%

Chianti 20%

Napa Valley 19%

Rioja 18%

Châteauneuf du Pape 17%

Sicily 15%

St Emilion 14%

Loire 14%

Dão 14%

Côtes du Rhône 13%

Ribera del Duero 13%

Burgundy 13%

Médoc / Haut-Médoc 12%

Beaujolais 12%

Chablis 12%

Maipo 11%

Languedoc 11%

Alsace 10%

Vin de Pays d'Oc 8%

None of these 5%

Fonte: Malu Abib Comunicação Estratégica malu@maluabib.com.br

           Wine Intelligence

  Recentemente a Wine Intelligence - conceituada empresa inglesa de Consultoria de Negócio do Vinho (www.wineintelligence.com) -  elaborou uma detalhada análise sobre o grau de reputação das Regiões Vitivinicolas Mundiais para o Consumidor Brasileiro.

  A Região Tejo, de Portugal, está posicionada em seguida a do Alentejo e do Vinho Verde, junto com a de Borgonha, da França; sendo a terceira Região Vitivinícola Portuguesa com maior notoriedade.

  “De fato este nível de prestígio dos vinhos do Tejo junto ao público brasileiro é bastante alto, beneficiando-se do trabalho efetuado pela Região e seus Produtores para divulgar seus vinhos neste mercado nos últimos anos”,  afirma Luís de Castro, Presidente da CVR Tejo, entidade responsável pela promoção e certificação dos vinhos desta região vitivinícola portuguesa.

 João Silvestre, Diretor Geral da CVR Tejo, complementa: “A Região do Tejo vem crescendo muito no Brasil, que é um dos nossos mercados estratégicos.      Verificou-se que nos primeiros sete meses de 2016 a evolução nas exportações, frente a 2015, foi muito positiva, aumentando 143% dentre o público brasileiro, fruto do nosso trabalho de apresentação e divulgação de nossos premiados rótulos.”

Tejo – tradição aliada à tecnologia:

* A região dos vinhos do Tejo é composta por um total de 13,5 mil hectares que produzem, anualmente, cerca de 550 mil hectolitros de vinho. Desde 2013 a Polônia e

o Brasil fazem parte dos melhores mercados externos da região.

* A região do Tejo – que corresponde a 10% do território total de Portugal - é a única comunidade vitivinícola baseada em torno do mais extenso rio da Península Ibérica, o Tejo - que percorre o País desde seu interior até Lisboa -  e oferece ótimas condições edafoclimáticas (clima sub-mediterrâneo) para o cultivo das uvas, tanto portuguesas como estrangeiras.

* O Rio Tejo separa três terroirs distintos na produção de uvas: Bairro, Campo e Charneca.

* A Região é conhecida por seus vinhos de corte com castas portuguesas como Touriga Nacional, Castelão e Trincadeira (tintas), Fernão Pires e Arinto (brancas) e variedades internacionais como Cabernet Sauvignon,  Sauvignon Blanc  e Chardonnay, que produzem excelentes brancos, tintos e rosados. Saiba mais sobre o Tejo: http://www.cvrtejo.pt/