Grande Prova Vinhos do Brasil 2018

A Grande Prova Vinhos do Brasil 2018, maior prova às cegas de vinhos brasileiros disponíveis no mercado, foi marcada por resultados surpreendentes. O primeiro deles com o recorde de amostras que neste ano chegou a 920, sendo 872 vinhos e 48 sucos de uva, de 117 vinícolas, dos estados do RS, SC, PR, SP, RJ, MG, BA e PE. De 27 a 30 de agosto, no Rio de Janeiro, um júri composto por 24 profissionais de renome internacional comprovaram a qualidade de marcas nacionais.


Idealizada e organizada pelo Grupo Baco com o apoio do Ibravin e Vinhos do Brasil, a lista com os grandes vencedores da 7ª edição da Grande Prova Vinhos do Brasil e 3ª Grande Prova Sucos de Uva 100% foi anunciada na sexta-feira, 28 de setembro, em Bento Gonçalves, durante a Wine South América - Feira Internacional do Vinho.

Boas surpresas
Os espumantes continuam excelentes, mas a surpresa este ano foram os tintos, que pela primeira vez superaram as borbulhas em número de amostras inscritas e de medalhas.


Nos tintos as maiores e mais premiadas categorias, como esperado, foram Cabernet Sauvignon (35 ouros), Merlot (27), Cortes (26) e os Super Premium (22), mas em termos proporcionais a surpresa veio dos Cabernet Franc. Dos 17 vinhos dessa categoria, nada menos que 10 (59%) receberam ouro, mostrando o alto nível dessa variedade de uva.

Os 335 espumantes inscritos levaram 73 medalhas e mais uma vez comprovaram a excelência da Serra Gaúcha. Das nove categorias de espumantes avaliadas, todos os campeões são dessa região, destaque para as três medalhas de Duplo-Ouro conquistadas pelos espumantes, com Família Geisse e Casa Valduga que foram os campeões empatados da categoria Brut Branco Champenoise e para a Vinícola Valmarino campeã da categoria ExtraBrut, Nature e Branco.

O Rio Grande do Sul, responsável por 90% da produção nacional, ficou com 225 amostras premiadas, do total de 280. Na categoria Duplo-Ouro, com sete vinhos e um suco, o domínio foi 100% do RS.

Entre as 23 amostras premiadas na categoria Super Premium, está um Tannat safra 2005, da Estrelas do Brasil, ou seja, um vinho de guarda com 13 anos, o que só comprova a evolução dos processos por parte das vinícolas.

 

Santa Catarina conquistou 34 medalhas. Um catarinense levou título de melhor Malbec do Brasil, com a Vinícola Kranz. Minas Gerais ficou com 12 medalhas, entre elas destaque para Cabernet Sauvignon, da Casa Geraldo, na categoria Super Premium. O Paraná recebeu nove medalhas, destaque para o Tannat, da Franco Italiano, na categoria Super Premium. Pernambuco garantiu uma medalha com a Vinibrasil, com seu Rio Sol Ícone.


A Vinícola Miolo, de Bento Gonçalves, foi a grande campeã deste ano, vencendo em cinco categorias, seguida pela Basso Vinhos e Espumantes, de Farroupilha, em três categorias. A Casa Valduga foi quem levou mais medalhas, 18 no total (17 vinhos e 1 suco).

Best buys
A Grande Prova Vinhos do Brasil 2018 também comprovou que vinho bom necessariamente não é vinho caro. Das 280 medalhas de ouro, 67 marcas são best buys abaixo de R$ 50,00, sendo 10 campeãs. E as boas notícias não param por aí, 18 vinhos estão abaixo de R$ 35,00.


A Basso Vinhos e Espumantes ficou no topo da lista dos Best Buys. Campeã na categoria Branco Moscato seu vinho sai por R$ 18,00. A mesma vinícola também sagrou-se campeã com o espumante Moscatel Branco, que custa apenas R$ 25,90. O  espumante Brut Branco Charmat, da Vinícola Aurora, também campeão na sua categoria, custa R$ 22. Eleito o melhor rosé do Brasil, o Miolo Seleção, sai por R$ 32,56.
 

Sérgio Queiroz, coordenador geral da Grande Prova e um dos sócios do Grupo Baco, comemora o resultado dos best buys e da Grande Prova como um todo. “E ainda dizem que o vinho brasileiro é caro”, comenta.

3ª Grande Prova Suco de Uva 100%
Participaram da 3ª Grande Prova Suco de Uva 100% 48 amostras nas categorias branco e tinto. Do total, todas da safra 2018, 15 amostras ganharam medalha de ouro, sendo 12 tintos e três brancos. A Don Affonso, campeã da categoria Suco Tinto, levou Duplo-Ouro, enquanto a Vinícola Galiotto, foi a campeã na categoria Suco Branco.


Qualidade e pureza foram alguns dos quesitos que fizeram com que neste ano a Grande Prova Sucos do Brasil acumulasse o dobro de medalhas na comparação com a edição de 2017.

Selo
Os selos redesenhados para essa nova edição foram entregues no primeiro dia da Wine South América, no dia 26 de setembro, e já estampam as garrafas, sendo uma grande referência para o consumidor final.


O resultado consolidado de todas as categorias será publicado no Anuário Vinhos do Brasil 2018/2019, junto com o panorama do setor, tradicionalmente divulgado no início do ano. Como novidade a versão digital, que facilitará a consulta pelos consumidores.


O evento contou com o apoio do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e apoio institucional das seguintes entidades: SindiVinho, Aprovale, Acavitis, Agavi, Apromontes, Vinhos da Campanha, ABS-RJ, Hotel Vila Galé e Wine South America.

Sobre o Grupo Baco
O Grupo Baco, idealizador e organizador da Grande Prova Vinhos do Brasil, é uma empresa de comunicação, inteligência de mercado e consultoria que tem na geração de conteúdo e nos eventos sua plataforma de atuação. É responsável pela edição da revista BACO, do Anuário Vinhos do Brasil, entre outros produtos editoriais, além de uma série de eventos no Brasil e no exterior. Destaque para o Rio Wine and Food Festival, que vem sendo realizado há sete anos na cidade do Rio de Janeiro.

Os Vencedores

Fonte: Assessoria de Imprensa Grande Prova dos Vinhos do Brasil 2018 - 28-09-2018