Miolo Wine Group na Rússia e Nigéria

Única marca brasileira de vinhos a chegar na mesa dos consumidores destes países, vinícola entra em 2020 com expectativa de crescer 40% no mercado externo

A Miolo Wine Group, empresa genuinamente brasileira com unidades no Vale dos Vinhedos/Bento Gonçalves (Serra Gaúcha), Seival/Candiota (Campanha Meridional), Almadén/Santana do Livramento (Campanha Central) e Terranova/Casa Nova (Vale do São Francisco), fechou 2019 com embarque para a Rússia e já confirma seu primeiro pedido oficial para a Nigéria. Além da abertura destes dois novos mercados, a marca também comemora a estreia performática na Guatemala, com quatro pedidos no ano passado. A presença no mercado externo cresceu 20% e a projeção para 2020 é de um aumento de 40%.

Para a Guatemala, foram despachados 12 rótulos, sendo nove de vinhos tranquilos, entre eles grandes ícones como o Lote 43 Safra 2012 e o Merlot Terroir Safra 2015, além de três espumantes com destaque para o Miolo Millésime Brut 2015 e o Cuvée Tradition Brut. Os produtos foram tão bem aceitos pelos guatemaltecos que nos 12 meses o pedido foi repetido quatro vezes. Já na Rússia, os rótulos foram 100% vinhos tranquilos. Enviados em dezembro, os rótulos estarão na mesa dos russos até março. Segundo o gerente de Exportações da Miolo, Anderson Tirloni, o negócio foi fechado na Prowein, Alemanha, em março de 2019. A mais importante feira mundial de negócios de vinho é estratégica para a marca, oportunizando contato e transações comerciais com compradores de todos os continentes, em especial do Velho Mundo.

O início de 2020 chega com força tripla. O primeiro embarque para a Nigéria ainda no mês de fevereiro amplia a presença no continente africano depois de um longo processo de registro dos produtos, adaptados especialmente para este mercado. Outra recente conquista é uma nova parceria firmada na Bélgica focada no Miolo Seleção. E na China, um novo parceiro para a marca Riqueza, exclusiva para exportação, mostra que os chineses aprovaram o vinho brasileiro.

Peru e Polônia também foram conquistas do ano anterior, além de ampliar para 15 o número de lojas próprias na China. Em mais de 30 países, a marca que mais exporta vinhos finos brasileiros, também é a única a produzir em quatro terroirs brasileiros, mostrando ao mundo que a diversidade do Brasil também está presente nos vinhos e espumantes, atendendo aos mais variados paladares e estilos.

A Miolo Wine Group avança no mundo a goles de qualidade, exportando o equivalente a 10% de sua produção anual. O Reino Unido lidera o ranking de destinos com 50% do volume exportado pela vinícola. A grande vitrine tem sido, especialmente, a França, Alemanha e Suíça, mercados exigentes que atestam a excelência da marca brasileira. Para Adriano Miolo, superintendente da Miolo, a versatilidade da marca é capaz de atender com qualidade qualquer mercado. “O mundo provou e aprovou nossos produtos e este é um caminho sem volta e que só tende a crescer. Seguimos engarrafando histórias e mostrando ao mundo que sabemos elaborar grandes vinhos. O reconhecimento é uma realidade”, destaca.

A Miolo

De gole em gole, a Miolo Wine Group chega aos 30 anos como a vinícola brasileira com maior presença no mundo, exportando para mais de 30 países de todos os continentes. É o maior exportador de vinhos finos do Brasil. De 30 hectares em 1989, a Miolo cultiva hoje, 30 safras mais tarde, cerca de 950 hectares de vinhedos em quatro terroirs brasileiros: Vale dos Vinhedos (Serra Gaúcha), Seival/Candiota (Campanha Meridional), Almadén/Santana do Livramento (Campanha Central) e Terranova/Casa Nova (Vale do São Francisco), sendo a única empresa do setor genuinamente brasileira com atuação em quatro diferentes regiões produtoras. Com uma produção anual de cerca de 10 milhões de litros, é a marca que detém o maior portfólio de rótulos verde amarelos, exibindo centenas de prêmios conquistados no mundo inteiro. O pioneirismo na elaboração dos vinhos se estendeu para o enoturismo, onde a marca gera experiência, aproximando e formando novos apreciadores da bebida. Assim é no Vale dos Vinhedos com o Wine Garden Miolo, assim é no Vale do São Francisco com o Vapor do Vinho pelo Velho Chico, onde a Miolo transformou o sertão em vinhedo. Este mesmo espírito empreendedor que fez da pequena vinícola familiar a maior produtora de vinhos finos do Brasil em apenas 30 safras, é que move gerações e aproxima quem sonha de quem quer fazer.

Conheça

www.miolo.com.br

Compartilhe essa página com um amigo ou nas redes sociais: